LiDAR, um método de análise da superfície terrestre

LiDAR, um método de análise da superfície terrestre

Recentemente, com a ajuda da tecnologia LiDAR,  foi confirmada em Copenhaga, a existência de uma fortaleza Viking do século X . Os resultados foram publicados na revista científica Antiquity.

Como é feita a análise?

LiDAR é um acrónimo que significa Light Detection And Ranging. Este método de deteção remota utiliza um emissor de luz laser (Light) pulsada, que deteta (Detection) os objectos e calcula a sua distância (Range) até esse emissor.

A aquisição dos dados pode ser feita no solo, a partir de um avião ou por satélite.

Uma das formas mais usadas para estes levantamentos é através de um avião que tem incorporado o laser de varrimento, um GPS, e um IMU, um acrónimo para Inertial measurment unit, um dispositivo que permite medir as oscilações do avião. A informação recebida por estes três dispositivos permite calcular correctamente o posicionamento dos objectos.

Posteriormente, os dados são recolhidos para um computador para serem tratados.

Levantamento LiDAR
Fonte: https://archaeologicalphotorelief.wordpress.com/2014/07/03/lidar/

O resultado desta forma de aquisição de dados apresenta-se na forma de nuvens de pontos permitindo a obtenção de mapas de alta resolução.

O pós-processamento destes dados permite isolar características da área estudada. para que o estudo se foque apenas num elemento. Por exemplo, eliminado os pontos relativos a árvores e edificado, podemos obter um modelado do terreno.

A aplicação desta tecnologia é muito vasta. Áreas como Agricultura, Gestão florestal, Arqueologia, Geologia, e muitas outras utilizam esta metodologia nos seus estudos.

 

Neste curto vídeo da NEON Science podemos facilmente perceber os princípios básicos da aquisição de dados através do LiDAR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *