Bolsa de Investigação (BI) no projecto FRISCO, FCUL, Lisboa, Portugal

Na FCiências.ID – Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências, encontra-se aberto concurso para a atribuição de 1 Bolsa(s) de Investigação (BI) no âmbito do projeto/instituição de I&D “FRISCO: gestão de riscos de contaminação da qualidade da água induzidos pelo fogo”, “PCIF/MPG/0044/2018”, financiado por fundos nacionais através da FCT/MCTES (PIDDAC) no âmbito do programa PCIF: Projetos de Investigação Científica e Desenvolvimento Tecnológico no Âmbito da Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, nas seguintes condições:

  1. Área Científica: Geociências: Hidrologia.
  1. Requisitos de admissão: possuir grau de Mestre em Geociências, Ciências do Ambiente, Hidrologia ou áreas afins; estar inscrito num ciclo de estudos académico (p. ex. programa doutoral); possuir experiência comprovada (p. ex. tese de mestrado ou publicações científicas) na aquisição, processamento e análise de séries de dados ambientais e de informação geográfica.

 

  1. Fatores preferenciais: experiência de programação em MatLab, R ou similar; experiência de investigação sobre incêndios florestais, em especial na análise de informação sobre áreas ardidas; publicações como primeiro autor em revistas científicas listadas no SCI.

 

  1. Plano de trabalhos: apoiar o desenvolvimento das tarefas 3 e 4 do projeto, nomeadamente analisar a relação entre características de incêndios florestais (extensão, severidade, impactos na conectividade hidrológica) e eventuais impactos na qualidade da água (sólidos suspensos, pH, nitratos e outros parâmetros), através da comparação de mapas de severidade de incêndios florestais em Portugal continental (2000-2020) com séries de dados de qualidade da água recolhidos pela Agência Portuguesa do Ambiente e outros disponibilizados pelos parceiros do projeto.
  1. Legislação e regulamentação aplicável: Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica, aprovado pela Lei nº 40/2004, de 18 de agosto, na sua redação em vigor; Regulamento de Bolsas de Investigação da FCT, I. P., em vigor https://www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT2019.pdf)

 

  1. Local de trabalho: O trabalho será desenvolvido no cE3c do(a) Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, sob a orientação científica do(a) Professor(a)/Doutor(a) João Pedro Nunes.
  1. Duração da(s) bolsa(s): A bolsa terá a duração inicial de 6 meses, com início previsto em janeiro de 2021. O contrato de bolsa poderá ser eventualmente renovado por 6 meses.
  1. Valor do subsídio de manutenção mensal: O montante da bolsa corresponde a €1074,64, conforme tabela de valores das bolsas atribuídas diretamente pela FCT, I.P. no País ( http://www.fct.pt/apoios/bolsas/valores).

Os Bolseiros usufruirão de um seguro de acidentes pessoais e, caso não se encontrem abrangidos por qualquer regime de proteção social, podem assegurar o exercício do direito à segurança social mediante adesão ao regime do seguro social voluntário, nos termos previstos no Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social.

O valor da bolsa será pago mensalmente por transferência bancária.

  1. Métodos de seleção e respetiva valoração: Os métodos de seleção a utilizar serão os seguintes:

avaliação curricular (60%) e avaliação da carta de motivação (30%); caso o júri considere necessário, poderá ser feita uma entrevista (10%) destinada a obter esclarecimentos e/ou explicitação de elementos curriculares apresentados e informações adicionais.

  1. Composição do Júri de Seleção: Doutor João Pedro Nunes (presidente); Doutor Luis Filipe Dias; Doutora Sílvia Carvalho; Doutor Gil Penha Lopes (suplente).
  1. Forma de publicitação/notificação dos resultados: todos os candidatos deverão ser notificados, por email enviado pelo requerente do concurso, com o envio da ata da reunião de seleção.
  1. Prazo de candidatura: O concurso encontra-se aberto no período de 16 de novembro de 2020 a 27 de novembro de 2020.
  1. Forma de apresentação das candidaturas: As candidaturas podem ser formalizadas, através de correio eletrónico para jpcnunes@fc.ul.pt acompanhadas dos seguintes documentos:
  2. a)Curriculum Vitae;
  3. b)Certificado de habilitações;
  4. c)Comprovativo de inscrição em ciclos de estudo conferentes ou não conferentes de grau académico (exceto BIPD);
  5. d)Carta de motivação.
  1. Prazos e procedimentos de reclamação e recurso: Caso a decisão a tomar seja desfavorável à concessão da bolsa requerida, os candidatos têm um prazo de 10 dias úteis, após a data de divulgação dos resultados da avaliação, para se pronunciarem, querendo, em sede de audiência prévia, nos termos previstos no Código do Procedimento Administrativo.

Da decisão final pode ser interposto recurso para o Conselho de Administração da FCiências.ID no prazo de 15 dias úteis após a respetiva notificação.

NOTA 1: Os documentos comprovativos da titularidade de graus académicos ou diplomas, ou de inscrição em grau académico ou diploma, podem ser dispensados em fase de candidatura, sendo substituídos por declaração de honra do candidato, sendo obrigatório a verificação dessa condição em fase de contratualização da bolsa.

 

NOTA 2: Salientamos que os graus académicos obtidos em países estrangeiros necessitam de reconhecimento por uma Instituição Portuguesa de acordo com o Decreto-lei nº. 66/2018, de 16 de agosto e a Portaria nº. 33/2019, de 25 de janeiro. A apresentação do reconhecimento é mandatória para a assinatura do contrato. Mais informação poderá ser obtida em: https://www.dges.gov.pt/pt/pagina/reconhecimento?plid=374. Em condições normais, a não entrega do reconhecimento do grau, no prazo de três meses a partir da data da comunicação da aprovação em sede de avaliação científica, implica a não concessão de bolsa.